Educyra Vaney - Maio 2010


“Mitologia é uma canção, a canção da imaginação inspirada pelas energias do corpo”
Josef Campbell

“Sei que a experiência é um evento corporificado, e o mito como processo organizativo, é o modo de criar ordem a partir da experiência somática”
Stanley Keleman

Podemos usar a mitologia como meio de compreender nosso destino somático, como meio de narrar nossa experiência somática. Os mitos são histórias universais aonde podemos observar padrões arquetípicos de funcionamento comuns a todos e onde se inserem nossa história individual. Também podemos partir do grande coletivo somático, nosso código genético que é universal, comum a todos para criarmos a história da nossa identidade, nossa forma própria de responder ao mundo, ou seja nosso processo de individualização.

Com os exercícios somáticos, nos quais intensificamos gestos e posturas somático –emocionais e então as desorganizamos geramos sentimentos, evocamos lembranças , fazemos emergir o corpo desconhecido, sob a forma de imagens, sonhos e expressão emocional. Os exercícios somáticos nos ajudam a acessar nossa mitologia pessoal e os arquétipos mitológicos ajudam a pessoa a dar um sentido às experiências vividas.

Nos dias de hoje quando incorporamos imagens externas que não têm nenhuma ressonância interior, no esforço de aceitar papéis impostos pela sociedade, vivemos uma vida de imagens desenraízadas de nossa natureza. A prática do corpar estimula a formação das imagens oriundas do próprio corpo.

Trabalhando com corpo e mitos pessoais podemos proporcionar um aprofundamento da nossa individualidade, criando assim uma vida pessoal.

Educyra Vaney



Em julho de 2015 Leila Cohn entrevistou Stanley Keleman sobre o processo de envelhecimento e os desafios de ser mais velho na sociedade atual.
Leia a entrevista, clique aqui

Agora todos os vídeos com legenda em português
videos legenda
clique aqui para assistir

Formação Profissional 2018 Saiba Mais

Fale Conosco | Links